Neste documento, você descobrirá qual é a função do cache de AMP no ecossistema AMP e como a página AMP é armazenada em cache.

O que é o cache de AMP?

O cache de AMP é uma rede de fornecimento de conteúdo (CDN, na sigla em inglês) baseada em proxy para entrega de documentos AMP. Os caches de AMP servem para:

  1. exibir somente páginas AMP válidas;
  2. permitir que as páginas AMP sejam pré-carregadas com eficiência e segurança;
  3. realizar otimizações de desempenho adicionais para o conteúdo, que são benéficas para o usuário.

Saiba mais sobre os caches de AMP neste vídeo do YouTube ou na postagem do blog Por que existem caches de AMP.

Assista esse vídeo para saber por que existem caches de AMP.

Quais caches de AMP estão disponíveis?

No momento, há dois provedores de cache de AMP:

AMP é um ecossistema aberto, e o Projeto AMP incentiva ativamente o desenvolvimento de mais caches de AMP. Para saber mais sobre a criação de caches de AMP, consulte as Diretrizes de cache de AMP.

Como escolher um cache de AMP?

O editor não escolhe um cache de AMP. Essa escolha é feita pela plataforma que vincula seu conteúdo (se houver).

Isso é o contrário do modelo normal em que a entrega de conteúdo é de responsabilidade do editor. No entanto, esse modelo permite que as plataformas forneçam aos usuários um desempenho de carregamento previsível e, entre outras coisas, que garantam as constantes necessárias de segurança e privacidade durante a fase de pré-renderização de AMP. Clique aqui se quiser saber mais sobre as diretrizes rígidas para a criação de caches de AMP.

Posso optar por não armazenar em cache?

O armazenamento em cache é uma parte essencial do ecossistema AMP. Publicar um documento AMP válido é optar automaticamente pelo armazenamento em cache.

Se você não quiser armazenar seu documento em cache, uma opção é remover o atributo amp da tag HTML. Isso torna o documento AMP tecnicamente inválido, mas não afeta a funcionalidade dele.

Quem solicita páginas AMP armazenadas em cache?

As páginas AMP armazenadas em cache são acessadas por plataformas, como a Pesquisa Google, o Google Notícias e o Cloudflare, e aplicativos para dispositivos móveis. Os aplicativos para dispositivos móveis podem vincular o conteúdo armazenado em cache de AMP por meio do URL (consulte a [AMP URL API] do Google(https://developers.google.com/amp/cache/use-amp-url)) ou por XHRs de origem cruzada em Progressive Web Apps (saiba mais em Incorporar e usar AMP como fonte de dados).

Como minha página AMP é armazenada em cache?

Ao usar o formato AMP, você disponibiliza conteúdo para ser armazenado em cache pelos caches de AMP. Sua página AMP pode ser armazenada em um cache de AMP das seguintes maneiras:

  • Descoberta de plataforma: as plataformas descobrem seu conteúdo de AMP por meio das tags <html ⚡> ou <html amp> e o armazenam em cache. Por exemplo, a Pesquisa Google rastreia o conteúdo de todas as páginas AMP identificadas e válidas e adiciona esse conteúdo ao cache de AMP do Google.

  • Solicitação de URL de cache: as plataformas podem solicitar especificamente uma página AMP usando o formato de URL do cache de AMP. O cache de AMP atua como um proxy reverso, por isso, quando a plataforma acessa a página, ela é armazenada em cache automaticamente.

    • Exemplo de URL do cache de AMP do Cloudflare: https://amp.cloudflare.com/c/foo.com/amp_document.html
    • Exemplo de URL do cache de AMP do Google: https://foo-com.cdn.ampproject.org/c/s/foo.com/amp_document.html

  • Inclusão de editores: os editores podem adicionar especificamente a página AMP ao cache de AMP. Essa opção é aplicável somente ao cache de AMP do Google (consulte [Cache de AMP do Google: atualizar o conteúdo AMP] (https://developers.google.com/amp/cache/update-cache)).

Outros recursos